Ó PESSOAL...

...Visitem-se uns aos outros...cliquem nos cartões e conheçam os outros sócios.
Não deixem também de ver as publicações anteriores. Há sempre coisas interessantes que por vezes nos passam ao lado...

LEIAM E ENTENDAM!

Pedido de ajuda - Casa de Santa Isabel

A Quinta do Formigo em São Romão, um local de grande harmonia natural, onde se encontra a Casa de Santa Isabel (uma comunidade terapêutica para crianças, adolescentes e adultos com necessidades especiais) está neste momento a correr o risco de desaparecer. Isto porque as Estradas de Portugal e a Câmara Municipal de Seia pretendem criar um troço de ligação entre Seia e a Serra da Estrela que separará as diversas residenciais da Casa de Santa Isabel, além de acabar com o belo espaço que a natureza dá naquele local.
Assim, venho por este meio pedir-vos que assinem a petição contra esta obra, para o bem das pessoas da Casa de Santa Isabel e do povo de São Romão. Para isso basta acederem ao seguinte site:
http://www.petitiononline.com/formigo/petition.html,
http://www.casa-santa-isabel.org/

Obrigado
Metamorfosesvividas.blogspot

domingo, 25 de outubro de 2009

Alcanena - José Gomes Ferreira e os poetas locais


A Biblioteca Municipal de Alcanena e o Elos Clube de Alcanena levaram a efeito, no passado Sábado, mais um Encontro de Poetas. Desta feita dedicado a José Gomes Ferreira.
Mais uma vez fomos convidados, Soares e Luísa Duarte, eu e a Zaida.
Temos que convir que José Gomes Ferreira não é propriamente um autor literário fácil. No entanto estas sessões em Alcanena têm-se vindo a revelar extremamente interessantes e de muita utilidade para rever a vida e obra dos mais variados autores representativos de épocas e correntes artísticas de todos os estilos e de todas as épocas.
-
José Gomes Ferreira foi um representante do artista social e politicamente empenhado, nas suas reacções e revoltas face aos problemas e injustiças do mundo. Mas a sua poética acusa influências tão variadas quanto a do empenhamento neo-realista(1), o visionarismo surrealista(2) ou o saudosismo(3), numa dialéctica constante entre a irrealidade e a realidade, entre as suas tendências individualistas e a necessidade de partilhar o sofrimento dos outros. a)

-
Já na parte final da sessão, a tarde ia já longa, a Zaida e a Luísa disseram os poemas XLI, XLII, XLIII, e XLIV, que constam da Antologia de Natália Correia, "O Surrealismo na Poesia Portuguesa", Ed. frenesi, 2002.

Trancreve-se o XLI

(Olho para o espelho em frente)

A invenção dos espelhos
coincidiu com o nascimento dos corais
e a queda do perfil dum jasmim no rio
que as mulheres se apressaram a gelar
- para o romance dos olhos verdicais.
-
1), 2) e 3) - par quem interessar: consultar wikipédia.org/wiki/surrealismo (ou neorrealismo ou saudosismo) para melhor se perceber as marcas distintivas de cada um destes movimentos artísticos;
a) Conforme brochura de 16 páginas, organizada e oferecida pela Biblioteca Municipal e o Elos Clube de Alcanena.

Posted by Picasa